Nossos Filhos

“Eu te amo, tu me amas e a vida é bem-vinda                                                                                                                              Sou feliz, bem feliz, penso sempre o melhor                                                                                                                                  De você e de mim, no universo sem fim                                                                                                                                          Só o amor por você, fez o mundo nascer”

Início dos anos 90, o psicoterapeuta, Ivo Fachini, em um treinamento, nos ensinou a cantar esta canção. Na época, ele nos alertou que não era uma canção comum. Ela na verdade, fazia parte de um processo terapêutico que ele utilizava. Nos deu este presente e incentivou cada aluna do treinamento cantar para o filho ou para qualquer criança que precisasse de um alento. Sim, a música segundo ele, era um alento para as horas difíceis. Já a letra, por falar do universo do amor e do amor no universo, faria muita diferença na construção da autoestima e superação de alguns bloqueios ou obstáculos que porventura, viessem a surgir. Era um processo de médio e longo prazo para a família perceber o resultado deste pequeno investimento.

Quiçá, pudessem voar desta tela, todas as palavras (em ordem) e repousar no colo de quem proporcionou esta revolução na vida de meus filhos.

Quiçá tivesse eu a oportunidade de dizer: Sim, Ivo Fachini, você estava correto.

Bom mesmo, era contar da proeza que foi subir num palco e cantar para quase mil pessoas esta música, segurando a mãozinha pequena e frágil de Marina, que orgulhosamente me empurrou para o palco dizendo que eu cantava a música mais linda que uma mãe podia cantar.

Tomara que a tecnologia ajudasse a contar que mesmo depois de adultos, em dois momentos distintos, eu tive que buscar forças para entoar a música para cada um deles, depois de ouvir: Eu preciso que tu cantes aquela música para mim!

Eu sabia que naqueles dois momentos, algo não estava bem, a música seria o antídoto para a dor.  E foi! Para nós! Esta cantiga me uniu de tal forma aos meus filhos, que acabou virando praticamente uma oração.  É pura química. Posso cantá-la em voz alta ou em pensamento. E quando estou longe deles eu fecho os olhos, penso em cada um e canto:

“Eu te amo, tu me amas e a vida é bem-vinda,

Sou feliz, bem feliz, penso sempre o melhor……………………..”.

Aproveite este início de ano para relaxar e cantar para seu filho a música que vem do coração.

2 respostas
  1. Louizi Eich
    Louizi Eich diz:

    Lindo, lindo…Este sentimento de paz que sentimos ao ensinar aos filhos o caminho do bem..ser feliz sem entristecer ninguém, é tão gratificante …obrigada Edlq por compartilhar suas histórias. .te admiro muito querida!

    Responder
    • Edla Zim
      Edla Zim diz:

      Oi querida. Sou nova na internet , heheh e somente hoje vi o teu recado da minha crônica. Ainda aprendendo as novas ferramentas.
      Beijos e obrigada pelo carinho.

      Responder

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *